5 dicas para quem planeja viajar para a Suíça

 A Suíça é um país encantador! Mas é importante ter em mente algumas dicas, como as que você lê neste post.

1) Prepare o bolso
Se você acha a Inglaterra cara, vai achar a libra uma pechincha quando chegar à Suíça. Lá tudo é caríssimo para os nossos padrões: desde a garrafinha de água mineral (em torno de R$7,00/R$8,00) até os hotéis e as passagens de trem. Eu já estava razoavelmente preparada para os preços altos, mas, mesmo assim, tive um choque ao chegar lá. Só para ilustrar: um lanche com duas fatias de pizza e dois copos de Coca-Cola média podem sair em torno de R$ 45,00! E não adianta pensar que tudo se resolve no McDonald’s, porque ele é um dos mais caros do mundo. Os passeios também têm um preço bem salgadinho: a subida ao Jungfraujoch (Topo da Europa), por exemplo, custa cerca de R$ 400,00 por pessoa – mas é um dos mais lindos que já fiz na vida! 🙂

2) Planeje com antecedência
Reserve hoteis/albergues com antecedência, para ter a chance de conseguir tarifas mais baratas. Como costumo me hospedar nos hoteis da Rede Accor, busco sempre as tarifas Happy 30, que oferecem um bom desconto em relação aos valores regulares das diárias. Além disso, procure fugir da alta temporada, feriados nacionais e datas festivas, quando todo mundo costuma viajar.

3) Avalie os passes de trem
Dependendo do tempo em que irá permanecer no país, vale a pena comprar um passe. Eu fiquei menos de uma semana, mas viajei muito. Por isso valeu a pena comprar o Half Fare Card por 110 francos . Com ele, paguei meia em todos os trajetos e passagens de ônibus e trens – e consegui poupar alguns trocados. Há também o Swiss Pass, Swiss Flexi Pass, Swiss Card… Se você tiver em dúvida qual deles é o melhor passe para o seu caso, dirija-se à loja da SBB (os atendentes sao muito solícitos) ao chegar ao país ou leia esse documento

4) Visite os supermercados
Os supermercados Suíços COOP e Migros estão por todo lado e oferecem opções de alimentação para quem quiser economizar nos restaurantes $uíços. Neles você encontra comida pronta (sanduíches, saladas…) além de pães, queijos e vinhos deliciosos a um preço acessível. Sem falar na grande variedade de chocolates, que são uma tentação!

5) Prepare-se para se deslumbrar
A Suíça é cara? É. Mas nem a dor no bolso consegue tirar o charme e o encanto desse lugar. É impossível não se apaixonar por aquelas paisagens lindas, pela natureza exuberante e não se admirar com cultura e educação do povo. Já viajei bastante, mas nunca estive em um lugar tão especial quando a Suíça – e olha que sou fã de carteirinha da Inglaterra! Por isso, recomendo uma visita ao país pelo menos uma vez na vida. Ao retornar, você vai trazer tantas boas lembranças, que com certeza irá pagar com prazer a fatura do cartão de crédito.

Sobre Márcia Oliveira 226 Artigos
É uma carioca completamente apaixonada por viagens - assim que chega de uma já está planejando a próxima. Atualmente mora em Munique, na Alemanha. É Jornalista e tem um marido super gente boa que a acompanha em suas aventuras. Adora fotografia. Ama a família e os animais. Aprecia as coisas simples da vida. E adora escrever no blog e conversar sobre viagens!

3 Trackbacks / Pingbacks

  1. Lucerna: uma das mais charmosas cidades da Suíça | Viajando por aí
  2. Roteiro de um dia em Berna, a encantadora capital da Suíça - Viajando por aí
  3. A história do faxineiro poliglota no aeroporto de Zurique - Viajando por aí

Dê vida a este blog! Deixe sua opinião aqui!