Dicas de Montevidéu: vale a pena visitar a capital uruguaia?

Cheguei a Montevidéu meio sem expectativas… E não é que me surpreendi muito positivamente? A cidade é bonita e limpa, o clima é agradável (no verão faz sol mas corre sempre um vento fresco) e os uruguaios são um povo simpaticíssimo com os turistas – estão sempre dispostos a tirar dúvidas ou a ajudar você a obter alguma informação.

Praça da Independência
Plaza Independencia com o Palacio Salvo ao fundo, que já foi considerado um dos maiores prédios da América Latina

A impressão que tive é que o os moradores de Montevidéu desfrutam de muita tranquilidade no dia a dia e de uma boa qualidade de vida. Digo isso porque senti um clima de interior dentro da cidade grande, vendo as pessoas se reunirem à sombra das árvores para conversar ou tomar um chimarrão em uma roda de amigos, sem engarrafamentos e com muita civilidade no trânsito.

Montevidéu-Uruguai (5)

As boas impressões começaram na chegada ao aeroporto internacional de Carrasco, que fica a uns 20 minutos de carro do centro de Montevidéu: apesar de bem compacto, ele é moderno, com uma arquitetura linda e com um free shop de deixar os nossos brasileiros no chinelo. O único “porém” fica por conta das opções de alimentação: há um McCafé, um restaurante mais caro com comida de verdade e um McDonald’s – acho que poderia haver um meio termo entre esses dois últimos para quem não estiver disposto a desembolsar muito $$$ nem a comer sanduíche.

Aeroporto de Montevidéu
Aeroporto de Montevidéu

Em relação ao Peso Uruguaio é que a notícia não é muito boa: mesmo sendo uma moeda mais desvalorizada que o nosso Real, as coisas costumam ser tão caras quanto no Brasil. E isso pode ser percebido até mesmo nós supermercados em que estive perto do meu hotel e em um shopping de Montevidéu. Então, se você pretende fazer compras no Uruguai, prepare a carteira e não vá para lá com a expectativa de encontrar pechinchas, ok?

Montevidéu-Uruguai (6)

O hotel em que fiquei foi o Íbis Montevideo, da rede Accor. Costumo sempre dar preferência aos hotéis dessa rede quando viajo, porque os quartos são básicos e confortáveis e mais ou menos padronizados em todo o mundo. Assim, sei exatamente o que encontrar em termos de hospedagem nos lugares que visito.

O pôr-do-sol na Rambla Argentina visto da janela do meu quarto
O pôr-do-sol na Rambla Argentina visto da janela do meu quarto

O Íbis Montevideo fica em frente à Rambla República Argentina, com uma vista linda para a orla e também para o pôr-do-sol, que tive a oportunidade de apreciar todos os dias da janela do quarto. O café-da-manhã (opcional e pago à parte) vale muito a pena: é bem farto, no estilo self service. No dia em que cheguei, fiz uma refeição no hotel e achei a comida bastante saborosa, apesar de as opções de pratos serem restritas.

Uma coisa que valeu muito a pena (e que recomendo fortemente a quem estiver planejando uma viagem para Montevidéu) foi alugar um carro logo na chegada ao aeroporto – junto a um GPS com os mapas locais atualizados é claro.

Carro alugado em Montevidéu
Carro alugado em Montevidéu

O carro que aluguei previamente pela internet foi um Chevrolet Spark. Ele é bastante compacto, mas anda bem, tem direção hidráulica e ar-condicionado. Além disso, se mostrou bastante econômico. O porta-malas é muito pequeno, mas, para três pessoas (eu e meus pais), o Spark foi a conta certa, porque pudemos nos ajeitar colocando algumas bagagens no banco de trás. O carro nos deu muita liberdade e mobilidade para visitar os pontos turísticos e a ajuda do GPS foi fundamental para chegarmos rapidamente aonde desejávamos. Como disse anteriormente, o trânsito em Montevidéu é bastante tranquilo, então é bem fácil se locomover de caro sem stress pela cidade.

Montevideú - Uruguai (2)

Sobre o câmbio, levei Reais e fiz a troca pelo peso no aeroporto. Por razões óbvias, não consegui ali a melhor cotação, mas troquei mais dinheiro no centro da cidade por uma cotação um pouco melhor. Vi que algumas poucas lojas aceitam reais, mas recomendo que, pelo menos para as despesas menores, se tenha uma quantidade de pesos uruguaios na carteira. Para as despesas maiores, como pagamento de hotel e aluguel de carro, utilizei o cartão de crédito.

Enfim, essas são as minhas principais impressões sobre a capital uruguaia. Sinta-se a vontade se tiver mais alguma dica sobre Montevidéu para compartilhar sobre a cidade!

Sobre Márcia Oliveira 226 Artigos
É uma carioca completamente apaixonada por viagens - assim que chega de uma já está planejando a próxima. Atualmente mora em Munique, na Alemanha. É Jornalista e tem um marido super gente boa que a acompanha em suas aventuras. Adora fotografia. Ama a família e os animais. Aprecia as coisas simples da vida. E adora escrever no blog e conversar sobre viagens!

3 Comentário

  1. Marcia, vocês alugaram o carro em que Locadora? Quanto pagaram?? tiveram problemas com taxas e estornos da caução?

Dê vida a este blog! Deixe sua opinião aqui!