El Calafate: resumo da viagem

A cidade de El Calafate fica na Patagônia Argentina, mais especificamente na província de Santa Cruz. Para chegar lá, a melhor maneira é pegar um voo a partir de Buenos Aires, que fica a quase 3000 km de distância ou a cerca de 3 horas de voo – não há voos diretos do Brasil.

El-Calafate (2)

Ao se aproximar da cidade, tem-se a impressão de estar pousando no deserto. Não se vê nada por perto, além da estepe e da Cordilheira dos Andes, com picos nevados. Mas isso não significa que a paisagem seja feia: muito pelo contrário, ao pousar em El Calafate, avista-se também o lindo Lago Argentino, que tem uma impressionante coloração azul que se destaca ainda mais na paisagem dominada pelos tons de marrom.

El-Calafate (1)

O aeroporto fica a uma meia-hora do centro da cidade, que é bem pequena, mas que parece estar em pleno crescimento, com bairros inteiros sendo erguidos em sua periferia. O centro se concentra basicamente em uma única rua (a Av. Libertador), que tem supermercado, farmácia, várias lojas de souvenirs, além de restaurantes, lojas de roupas de frio e esportes e também agências de turismo. Também nessa rua há um cassino que fica aberto diariamente e cobra a entrada de cinco pesos.

El-Calafate (2)

El-Calafate (1)

Os grandes atrativos de El Calafate não ficam no centro da cidade, mas a 80 km de distância, no Parque Nacional dos Glaciares. Dentro dele estão o espetacular glaciar Perito Moreno, assim como o Glaciar Spegazzini e o Upsala, além de vários outros menos conhecidos. Por isso, se escolher El Calafate para ser seu destino de férias, tenha em mente que precisará alugar um carro para circular pelas suas principais atrações ou que será necessário contratar os passeios nas várias agências que existem pela cidade (eu, particularmente, recomendo a segunda opção, que funcionou muito bem para mim).

El-Calafate (5)

Adianto que o valor dos passeios não é baixo, e que cada um deles gira em torno de R$ 250,00 por pessoa (valores de março de 2014). Além disso, é necessário pagar a entrada cada vez em que você for ao parque (90 pesos para cidadãos de países do Mecosul, em março de 2014). Mas afirmo também que a beleza do lugar faz valer cada centavo gasto na viagem. É realmente impressionante poder estar diante de obras tão magníficas da natureza que podemos encontrar só em poucos lugares do mundo. Nesse ponto, eu garanto por experiência própria que El Calafate não deixará nem um pouco a desejar!

El-Calafate (7)

Mesmo já tento visto várias fotos e lido bastante sobre o local, fiquei extasiada à frente dos glaciares. Nos próximos posts, detalharei cada um dos passeios que fiz pela região, mas adianto que há dois deles que não podem deixar de ser realizados: a visita ao Glaciar Perito Moreno e a navegação por todos os glaciares. Ambas são atividades de dia inteiro, e, na minha opinião, são o mínimo que você deverá considerar para sua visita. Eu ainda me aventurei no minitrekking pelo Perito Moreno, que foi bastante cansativa, mas inesquecível.

El-Calafate (4)

Vale destacar que El Calafate oferece opções turísticas acessíveis para todas as idades: desde jovens que apreciam esportes de aventura e caminhadas até os mais idosos. Os pontos turísticos contam com uma infra-estrutura muito boa e com ótima acessibilidade. No Glaciar Perito Moreno, por exemplo, pode-se caminhar por passarelas com escadas para apreciá-lo sob vários ângulos, ou utilizar rampas para se aproximar dele, o que facilita a vida dos idosos e deficientes que vão ao local. Há também um elevador especialmente voltado para esse público.

El-Calafate (4)

A navegação pelos glaciares, por exemplo, também é feita em barcos (catamarãs) extremamente confortáveis, que possuem uma parte coberta e aquecida com boa visibilidade para quem não quiser sair no frio para apreciar os glaciares.

El-Calafate (6)

Enfim, vale muito a pena conhecer essa região da Patagônia Argentina. Aguardem os próximos posts com mais detalhes sobre a minha viagem a El Calafate!

Sobre Márcia Oliveira 226 Artigos
É uma carioca completamente apaixonada por viagens - assim que chega de uma já está planejando a próxima. Atualmente mora em Munique, na Alemanha. É Jornalista e tem um marido super gente boa que a acompanha em suas aventuras. Adora fotografia. Ama a família e os animais. Aprecia as coisas simples da vida. E adora escrever no blog e conversar sobre viagens!

1 Trackback / Pingback

  1. O glaciar Perito Moreno em El Calafate | Viajando por aí

Dê vida a este blog! Deixe sua opinião aqui!