Londres em clima de Olimpíadas

Minha paixão por Londres é antiga. Apesar de cinzenta e enevoada, a cidade tem seus encantos. Por isso, sempre que estou por perto, gosto de dar uma passadinha para rever lugares de que tanto gosto e conhecer as novidades que fervilham na cidade. A impressão que tenho é de que posso voltar lá 10 vezes, que sempre terei a sensação de estar no “centro do mundo”, onde tudo acontece, onde o caos é organizado e onde tudo parece funcionar bem.

Este ano, visitei a cidade antes de minha ida para a Suíça. Foram apenas dois dias muito bem aproveitados, em que não tive aquele compromisso de seguir roteiros à risca. Cheguei lá, coloquei as malas no hotel e saí para passear e aproveitar o clima pós-Olimpíadas e pré-Paralimpíadas.

No primeiro dia, percorri as lojas da Regent e Oxford Street lindamente enfeitadas com as bandeiras dos países participantes dos Jogos Olímpicos. Por lá também encontrei um dos mascotes no estilo “Romero Britto”, como vocês podem ver abaixo.

Vale destacar que fiquei bastante impressionada com a estrutura de atendimento aos turistas que foi montada para essa época de maior movimento – embora não esperasse nada diferente de um grande evento em Londres. No metrô, por exemplo, havia atendentes que ao identificarem que éramos estrangeiros, se dirigiam a nós para saber se precisávamos alguma ajuda. Tudo com a tradicional polidez britânica, é claro. E, mesmo estando cheia de turistas por conta do verão e dos jogos, os transportes funcionaram perfeitamente, sem atrasos e sem a lotação que imaginava pegar nesta época.

No segundo dia, dei uma volta a pé por alguns locais turísticos e tive a oportunidade de encontrar outros mascotes, ver outros símbolos que remetiam aos esportes olímpicos, além do relógio com contagem regressiva para as Paralimpíadas na Trafalgar Square.

Os elos olímpicos na Tower Bridge que tanto apareceram na divulgação dos jogos haviam sido recolhidos até o início das Paralimpíadas, mas era possível perceber que estavam lá. 
Enfim, valeu muito a pena fazer essa breve escala na capital britânica e sentir um pouco esse clima de empolgação e energia que sempre remete às Olimpíadas. Pra variar, me despedi com vontade de voltar muito em breve. E realmente espero que isso aconteça, porque Londres tem sempre um cantinho muito especial reservado em meu coração.
Sobre Márcia Oliveira 226 Artigos
É uma carioca completamente apaixonada por viagens - assim que chega de uma já está planejando a próxima. Atualmente mora em Munique, na Alemanha. É Jornalista e tem um marido super gente boa que a acompanha em suas aventuras. Adora fotografia. Ama a família e os animais. Aprecia as coisas simples da vida. E adora escrever no blog e conversar sobre viagens!

Seja o primeiro a comentar

Dê vida a este blog! Deixe sua opinião aqui!