Usando seu celular no exterior com economia

Atenção: muitas dicas desse post servem para qualquer celular (não só para o iPhone)!

Recentemente tive que ir a trabalho para Madrid, na Espanha, e levei comigo meu fiel escudeiro iPhone 4.

Como o iPhone 4 usa um micro SIM Card que nem sempre é fácil de encontrar, fui preparado com um cortador de SIM Card comprado no Deal Extreme por 8 dólares. (esse aí da foto). Ele se parece com um grampeador de papel, mas é um cortador de SIM Card.

Aliás, uma recomendação: antes de viajar para qualquer lugar do planeta, é muito bom verificar o Wiki de Internet pré-paga no endereço abaixo, para saber qual é a operadora mais barata no lugar que você vai visitar: http://prepaid-wireless-internet-access.wetpaint.com

É curioso que, em qualquer lugar do mundo, as pessoas acham que o iPhone e outros smartphones são celulares especiais e que eles requerem planos especiais para funcionar. Na Espanha, por exemplo, numa das lojas que eu entrei, o sujeito se recusou a me vender um chip pré-pago, porque disse que nenhum deles funcionaria com o iPhone, já que ele precisaria de uma configuração “especial” para funcionar.

Obviamente isso não era verdade. Entrei na loja do lado e o sujeito não só me vendeu o chip, como fez a tal configuração. Ou seja, na verdade, ele não fez nada. Bastou colocar o chip no celular para aparecerem as barrinhas de sinal e eu poder falar. Para usar a Internet, ele disse que bastava nomear a rede como “Internet”. Duvido muito que não funcionasse se eu tirasse esse nome e colocasse qualquer outro, mas deixei que ele fizesse isso.

Em alguns países, principalmente naqueles onde o idioma é bastante diferente (como foi meu caso na República Tcheca), é melhor comprar o chip pré pago no aeroporto, onde você terá mais chances de falar em inglês com o vendedor (nos outros lugares, até mesmo os turísticos, nem todos falam inglês). Teste tudo que puder na frente dele para não correr o risco de receber um SMS em tcheco perguntando: “Díky za nákup SIM karta od Vodafone. Nyní jste 245000 kc na vás úcet. Chcete aktivovat kartu?”. Entendeu tudo? 🙂

Na Itália, os caras são hiperburocráticos e não são todas as operadoras que vendem um SIM Card para um estrangeiro. Além disso, as operadoras demoram 1 dia para ativar o cartão e várias horas para ativarem os planos… Assim, se você for ficar pouco tempo, não vai valer a pena comprar um cartão pré pago por lá.

Além desses casos, existem lugares onde não se vende chip pré-pago para estrangeiros. A França é um desses países.

Outra coisa muito importante: para evitar surpresas na hora de receber a conta de celular no pós-viagem, não se esqueça de desligar o serviço de dados antes de desligar o celular no avião e também não deixe de desativar o roaming de dados!

Lá fora, você pode até usar a sua operadora brasileira para mandar e receber SMS por um valor acessível – ou até receber uma chamada de emergência com o chip brasileiro – mas, se não desativar a internet e o roaming de dados, pode ter uma surpresa muito desagradável: uma conta de telefone astronômica no mês seguinte.

O Megabyte de um celular brasileiro trafegado no exterior pode custar a bagatela de R$ 36,00 (preços da Claro e da Oi em jun/2012). Assim, se você enviar uma foto de sua viagem para a família no Brasil e ela tiver cerca de 3 Megabytes, você irá pagar, nada mais, nada menos que R$ 108,00 por essa foto! Se mandar umas 50 fotos, sua conta de celular vai sair mais cara que a viagem. As outras duas operadoras, Vivo e TIM, possuem planos de dados para roaming internacional aparentemente menos salgados, mas com uma franquia de Megabytes ridícula, 10MB por mês na Vivo e 3MB por dia na TIM, ambas com preços bem caros.

E lembre-se de que mesmo que você tenha um plano de dados ilimitado aqui no Brasil, ele não conta no exterior, sendo tarifado à parte. Fique de olho nisso!

Por último, uma dica que vale para qualquer celular: ligue para sua operadora antes de viajar e peça para liberar o roaming internacional. Pode ser útil a opção de usar o próprio celular no exterior quando não se consegue comprar um chip no país visitado, mesmo tendo que pagar um preço mais salgado por isso. Já tive o dissabor de chegar em outro país e a TIM, minha operadora na época, não habilitar meu roaming internacional…

Ah, já ia me esquecendo: antes do avião fechar as portas no Brasil, coloque seu celular no modo avião para poder ligá-lo posteriormente durante o vôo. Algumas companhias aéreas não deixam nem você usar o celular em modo avião (o que é uma estupidez). Mas se você for discreto, poderá usar o seu iPhone, ppor exemplo, como se fosse um iPod Touch. Uma dica é colocar o fone de ouvido sempre que estiver usando, mesmo que esteja lendo um livro no iBooks.

Sobre Márcia Oliveira 226 Artigos
É uma carioca completamente apaixonada por viagens - assim que chega de uma já está planejando a próxima. Atualmente mora em Munique, na Alemanha. É Jornalista e tem um marido super gente boa que a acompanha em suas aventuras. Adora fotografia. Ama a família e os animais. Aprecia as coisas simples da vida. E adora escrever no blog e conversar sobre viagens!

1 Trackback / Pingback

  1. 5 dicas para esticar o orçamento de suas viagens | Viagens pela Europa, EUA, Brasil e América do Sul

Dê vida a este blog! Deixe sua opinião aqui!