Você compraria um souvenir de ar enlatado?

Durante uma viagem recente à Curitiba, me deparei com um souvenir um tanto quanto inusitado: o ar enlatado da cidade. Sim, é isso mesmo: a lojinha do Jardim Botânico estava vendendo uma latinha vazia (como aquelas que vêm com sardinha encontradas no supermercado), sem absolutamente nada dentro – somente ar.

Souvenir de ar enladado que fotografei em Curitiba
Souvenir de ar enlatado que fotografei em Curitiba

Como trabalho com Inovação e sei que é cada vez mais difícil emplacar algo novo no mercado, bato palmas para o empreendedor que seguiu em frente com a ideia e criou o souvenir – durante uma pesquisa na web, soube que ele conseguiu faturar cerca de R$ 150 mil no período da Copa do Mundo, investindo inicialmente apenas R$ 15 mil no negócio. Ele se inspirou em uma ideia semelhante durante uma viagem a Paris há alguns anos.

Ah, e descobri também que, além de Curitiba, outras cidades como o Rio de Janeiro e Salvador também ganharam versões da latinha, sendo que, como era produzida e lacrada em uma fábrica de Curitiba, o ar comercializado era sempre o da capital paranaense, independentemente da cidade que estampava em seu exterior.

Souvenir de ar enlatado
Foto de divulgação

Preciso confessar que, apesar de ter achado o souvenir um tanto quanto inusitado no início, a latinha era bem bonitinha. Ela tinha ilustrações coloridas de pontos turísticos da cidade. E, é claro, era um souvenir bem diferente dos que as pessoas estão acostumadas a ganhar, como pratinhos, copinhos, canetas, chaveiros…. E o precinho era bem razoável: apenas R$ 8,00. Mesmo assim, não trouxe o ar enlatado de Curitiba para o Rio.

E vocês, o que acham da novidade? Trariam na mala o ar enlatado para presentear alguém?

 

Sobre Márcia Oliveira 226 Artigos
É uma carioca completamente apaixonada por viagens - assim que chega de uma já está planejando a próxima. Atualmente mora em Munique, na Alemanha. É Jornalista e tem um marido super gente boa que a acompanha em suas aventuras. Adora fotografia. Ama a família e os animais. Aprecia as coisas simples da vida. E adora escrever no blog e conversar sobre viagens!

1 Comentário

  1. Para dizer a verdade não compraria,apesar de considerar uma ideia diferente! Se o fizesse, por um impulso de momento, tenho certeza que, quando ¨caísse em mim¨,me sentiria um tanto idiota!
    Desculpe-me a franqueza, mas há bobo pra tudo!

Dê vida a este blog! Deixe sua opinião aqui!